Estrias na gravidez: como removê-las?

As Estrias são cicatrizes que surgem na pele, elas ocorrem pelo fato de haver uma obstrução das Fibras Elásticas. Como o nome mesmo propõe, essas Fibras é que dão elasticidade à pele, e uma vez obstruídas, ocorre então o aparecimento das temidas Estrias

Há uma série de fatores que podem determinar o surgimentos das Estrias, como é o caso do fator genético por exemplo. Todavia, existem dois principais motivos que podem desencadear as Estrias na pele.

O primeiro deles é o excesso de peso, mais especificamente o efeito sanfona. Para quem não sabe, o efeito sanfona é uma espécie de desequilíbrio metabólico, onde o indivíduo emagrece e engorda constantemente, ou seja, ele não consegue manter um peso estável.

E esse descontrole causa as Estrias. A gravidez é outro motivo que causa este tipo de complicação, pelo fato da gestante ganhar peso, o colágeno é danificado, o que prejudica  a elasticidade da pele. A seguir iremos mostrar algumas dicas que poderão lhe ajudar a remover as Estrias, caso esteja ou estava no período de gestação.

Estrias na gravidez: como removê-las?

Consuma água: A água é muito importante para a nossa saúde, e este líquido é uma ótima arma para removermos as Estrias. Como a desidratação pode ocasionar perda de colágeno, a água ajudará a repor esta substância, que por sua vez restaurará a sua pele.

Nesse tempo de calor use e abuse da água, pois como fora dito, além de ser útil na remoção das Estrias, esta bebida é crucial para o nosso organismo como um todo. O ideal é consumirmos pelo menos 2 litros diariamente.

Como a água atua na pele, ela auxilia por exemplo, na remoção de outras complicações semelhantes. A água ajuda a diminuir a presença da acne, e além disso, o líquido pode prevenir o surgimento de manchas.

No inverno o consumo da água deve ser na mesma quantidade consumida no verão, porém a tendência é que nessa estação as pessoas consumam menos água. E uma maneira de consumir mais líquidos no inverno é fazendo sucos ou até mesmo vitaminas naturais. Como no inverno as pessoas consomem água pura moderadamente, bebidas deste tipo podem ser uma ótima alternativa.

Creme e massagem: Uma outra maneira para a remoção das Estrias é utilizando os cremes hidratantes. Esses cremes são importantes pelo fato de que os mesmos propiciam maior elasticidade na pele, e  esta mesma elasticidade restaura a pele, removendo assim as marcas causadas pelas Estrias.

Após aplicar o creme, procure massagear suavemente o local com as suas mãos.  A massagem faz com que o creme aja mais rapidamente no local, propiciando assim uma hidratação mais rápida para a sua pele.

Vitamina E: A Vitamina E propicia proteção ao colágeno, e como vimos, o colágeno deixa a pele esticada. A ausência do colágeno representa a formação de Estrias e inclusive de outros tipos de imperfeições na pele.

Dado isso, a sua missão é inserir pelo menos duas fontes da Vitamina E todos os dias no seu cardápio. Entre alguns dos principais alimentos ricos em Vitamina E, podemos referenciar  o Avelã, o abacate, o mamão, a couve, entre outros.

Utilize o Zinco: Além da Vitamina E, outro excepcional nutriente é o Zinco. Ele  proporciona restauração da pele, e consequentemente remoção das Estrias. O Zinco ainda contém uma ação anti-inflamatória, o que é ideal para o combate desse tipo de complicação.

Entre alguns dos mais conhecidos alimentos ricos em Zinco, podemos citar A lagosta, o iogurte, o leite, as ostras, e muitos outros.

Consequências pós-parto: Após o parto, algumas mulheres voltam ao seu peso normal, outras porém, possui uma dificuldade em voltar ao peso genuíno. Após a gestação, a primeira missão para que de fato haja a remoção das Estrias é voltar o peso de antes.

Se por exemplo, antes da gestação você já estivesse com um excesso de peso, eis mais um motivo fortíssimo para perder peso. Portanto, comece a praticar exercícios físicos todos os dias,  30 minutos é o suficiente para emagreceres e eliminar as Estrias.

Porém o primordial no processo de emagrecimento é a alimentação, de nada adiante praticar exercícios e comer exacerbadamente. O ideal é adotar uma dieta, ou criar uma regra alimentar de acordo com as suas necessidades e preferência. Perdendo peso, certamente as Estrias desaparecerão.

UM PRATO TÍPICO DA CULINÁRIA BRASILEIRA PODE AJUDAR NA PERDA DE PESO

tapioca_webdoor_pratique_texto_670

A balança é um duro rival para muita gente. Quem não deseja perder aqueles quilinhos a mais que tanto incomodam? Mas a tarefa não é simples. Saber escolher os alimentos da dieta é o primeiro passo no caminho para superar o excesso. O problema é que o alimento adequado para controlar o peso nem sempre é o mais saboroso. Aliás, sabemos que os mais suculentos jogam a favor da balança. Mas uma opção interessante para quem quer emagrecer está na moda. E trata-se de uma iguaria tipicamente brasileira: a tapioca.

 

DE PERNAMBUCO

 

A tapioca surgiu no Nordeste, mais especificamente no estado de Pernambuco. O preparo é simples. Extrai-se a fécula da mandioca e se coloca em uma chapa ou frigideira. Na temperatura aquecida, a tapioca fica com aparência semelhante à de uma panqueca.

De origem indígena, o nome do prato vem do tupi. No idioma, tapi significa pão e oca quer dizer casa. É possível rechear a iguaria de várias formas. Tudo vai de acordo com o gosto de cada um. Mas para os que almejam a perda de peso, a escolha do recheio precisa ser mais criteriosa.

 

PRÁTICA E DE BAIXA CALORIA

 

Um dos fatores que contribuem para a tapioca ser considerada uma boa arma na luta contra o sobrepeso é o baixo valor calórico do prato. Pode substituir o tradicional pão, já que também é fonte de carboidrato e possui bem menos calorias. Para se ter uma ideia, se for colocada uma porção de tapioca sobre a mesa e uma mesma porção de pão, a tapioca conta com metade das calorias do pão. Aquele tradicional pão francês, por exemplo, conta com 140 calorias em 50g. Na tapioca, 50g significam 70 calorias. Deu para sentir a diferença, não é?

A troca é aprovada por nutricionistas. “A inclusão da tapioca na dieta é uma alternativa para qualquer pessoa, inclusive para quem quer emagrecer. Se equilibrada na alimentação do dia, pode ajudar na perda de peso, ou simplesmente atender a demanda e necessidade de um carboidrato natural, de fácil digestão e, ao mesmo tempo, energético”, explica a nutricionista Letícia Crespo.

Há outro ponto positivo: a tapioca não contém glúten. Por isso, o consumo está liberado para as pessoas que têm qualquer tipo de intolerância à substância.

Além disso, o preparo do prato é rápido. Basta colocar algumas colheres de goma de tapioca hidratada na frigideira, sem adição de gordura, e esperar cerca de dois minutos. Em seguida, pode rechear. E é aí que entra a tentação. Apesar de a massa ser menos calórica que a de um pão francês, ou a de uma pizza, não adianta nada incluir alimentos “bombásticos”, como chocolate e leite condensado.

“Os recheios para quem quer emagrecer devem ser de legumes, como abobrinha ralada com ervas finas, berinjela, um queijo magro com bastante tomate, ou até shitake com alho poró”, explica a nutricionista Letícia Crespo. Também vale ingrementar a tapioca com grãos como chia e amêndoa, o que pode diminuir o índice glicêmico do prato.

Para variar o cardápio, outra maneira de comer a iguaria é crepioca, também apelidada de pão de queijo de frigideira. Nessa receita, o segredo está na inclusão de uma proteína: o ovo.

 

RECEITA DE CREPIOCA

– 1 ovo
– 2 colheres de goma de tapioca hidratada
– 2 colheres de queijo cottage ou requeijão light
– sal e temperos
Modo de preparo:
Misturar todos os ingredientes em um pote e bater com um garfo ou batedor. Coloque um fio de azeite de oliva ou óleo de coco na frigideira para não grudar e despeje a massa. Deixe dourar dos dois lados.

 

 

Atletas aderem à moda

 

etiene-divulgao-igo_bione_fotografia_390No fim do ano passado, a nadadora Etiene Medeiros (foto) fez história. Em Doha, no Catar, ela se tornou a primeira brasileira a ganhar uma medalha de ouro em Mundiais de Natação. A pernambucana não apenas conquistou o primeiro lugar da prova dos 50m costas em piscina curta, como também conseguiu o recorde mundial (25s67).

O segredo para o sucesso está nos treinamentos, na dedicação e no talento da jovem de 23 anos. Mas a alimentação também pode ser um fator positivo para Etiene voar nas piscinas. E não é que a pernambucana “adotou” a iguaria da sua terra natal como parte de sua dieta? Ela já revelou que a tapioca está em seu cardápio. Apesar de ter sido criada no Recife, Etiene não era adepta do prato quando criança. Depois da mudança para São Paulo, onde defende o Sesi, a nadadora descobriu o poder da tapioca, que ela mesma prepara.

Se os atletas de alto rendimento estão se rendendo à tapioca, qualquer praticante de atividade física pode fazer mesmo. Afinal, não há combinação melhor para a saúde que a prática de atividades físicas aliada a uma boa alimentação.

É o caso da comerciante Anna Maria Bechtold. Praticante de corrida de rua, ela resolveu adotar uma dieta mais balanceada e não se arrependeu de colocar a tapioca em seu dia-a-dia. “Eu adoro pão, mas não me faz nada bem. Por isso, resolvi tirá-lo como experiência, substituindo pela tapioca. Já me sinto muito melhor e não tenho mais aquela sensação de fermentação e ‘estufamento’. Melhorou até a digestão”, afirma